quarta-feira, janeiro 04, 2012

Há Semelhanças entre Jesus Cristo e Harry Potter?

O que há em comum entre a figura bíblica de Jesus Cristo e o blockbuster literário e cinematográfico Harry Potter? Segundo Derek Murphy no livro “Jesus Potter, Harry Christ”, mais coisas do que imaginamos. Para ele são “modelos literários” ou “composições de mitológicos e filosóficos símbolos de salvação". Se Henry Potter é a recorrência da narrativa mítica da agonia-morte-ressurreição do herói, Jesus Cristo estaria conectado com toda uma tradição antiquíssima de deuses encarnados destinados à morte e ressurreição.  


PHD em Literatura Comparada e especialista em estudos religiosos e história bíblica, o norte-americano Derek Murphy lançou em 2011 o controverso livro "Jesus Potter, Harry Christ: The Fascinating Parallels Between Two of the World's Most Popular Literary Characters" onde descreve as similaridades entre Jesus Cristo e Harry Potter, sucesso literário e cinematográfico da escritora britânica J. K. Rowling. Apesar do título irônico, o livro é uma pesquisa bem fundamentada em Religião Comparada com centenas de notas de rodapé e referências a mitologias antigas e cultura moderna. 

O livro se debruça numa questão crucial: é possível separar a imagem mítica de Jesus Cristo do próprio homem histórico? Ao focar a figura bíblica de Jesus como “figura literária”, Murphy aproxima-se de duas linhas de análise: primeiro, a discussão da existência do “monomito” feita pelo historiador e mitólogo Joseph Campbell onde a figura de Cristo é inserida no tradicional mito do Herói como um protagonista que forçosamente deve seguir uma jornada de nascimento-queda-martírio-morte-renascimento-renovação; e, segundo, a constatação da existência de narrativas míticas recorrentes em inúmeras religiões pagãs ou de mistérios sobre divindades encarnadas destinadas à morte e ressurreição.

Reproduzimos abaixo uma análise de Miguel Conner (escritor norte-americano de sci fi e editor/apresentador do programa radiofônico "Aeon Bytes Gnostic Radio" - programa de debates e entrevistas semanais sobre temas do Gnosticismo, literatura e cultura pop) faz do livro “Jesus Potter Harry Christ” onde associa a “figura literária” de Jesus com as próprias origens sincréticas do Cristianismo.

Novo Livro Confronta Jesus Cristo com Harry Potter

John Lennon disse uma vez que os Beatles eram mais populares que Jesus Cristo, afirmação que desencadeou uma crise de relações públicas. Nestes dias, pode-se facilmente afirmar que Harry Potter também é mais popular que Jesus. Tal como os álbuns dos Beatles após a declaração de John Lennon, livros do Harry Potter foram jogados ao fogo pela raiva dos cristãos fundamentalistas na tentativa de chamar a atenção da diferença entre os dois superstars.

E se a razão pela qual Harry Potter e Jesus Cristo serem tão populares tiver a ver mais com similaridades do que diferenças? E se ambos tiverem, na essência, o mesmo modelo literário?

No livro “Jesus Potter, Henry Christ”, Derek Murphy faz associações entre os dois personagens e identifica notáveis paralelos que incluem:

  • Um pai sobrenatural e uma mãe mortal;
  • Nascimento milagroso anunciado por profecia;
  • Poderes sobrenaturais usados para ajudar os outros;
  • Simbolizado pelo leão, enquanto seus inimigos foram representados pela serpente;
  • Desceu ao submundo;
  • Foi deixado à morte para, após grande sofrimento, voltar à vida pela vitória.

Além de comparar esses dois messias, Murphy investiga se J.K. Rowling inseriu, conscientemente ou não, temas Cristãos ou Ocultistas nas suas séries épicas. A conclusão da reposta é ambos. Além disso, “Jesus Potter Harry Christ” detalha o debate com círculos cristãos sobre a influência de Harry Potter na cultura ocidental.

Em seguida, Murphy abre a porta que conduzirá o leitor a um fascinante buraco de coelho. “Jesus Potter, Harry Christ” é uma fascinante odisseia através do horizonte teológico da história do cristianismo e dos mitos e arquétipos do deus salvador que tem alimentado muitas religiões por centenas de anos. Como Murphy explica, isso não significa dizer que Harry Potter é semelhante a Cristo ou que Jesus é semelhante a Potter. Os dois são uma “composição de mitológicos e filosóficos símbolos de salvação”.

O sucesso dos dois milagrosos personagens torna-se mais compreensível.
Parte dessa fascinante odisseia inclui ainda uma abrangente descrição de muitas crenças pagãs, religiões de mistérios e seitas gnósticas que caracterizaram Jesus de Nazaré dentro do esquema recorrente morte-ressureição do deus encarnado na Antiguidade. De forma erudita, “Jesus Potter Harry Christ” compara e contrasta o mágico da Galiléia com outros deuses salvadores: Osiris, Dionisio, Tammuz, Adonis, Mithras, Attis, Asclepius entre outros.

O pesquisador Derek Murphy
O livro retrocede até as antigas narrativas sumérias, de forma organizada apresenta a evolução da Igreja Católica e seus diversos concílios e, finalmente, chega aos apologetas do cristianismo moderno como C.S. Lewis e Lee Strobel. Murphy jamais de forma explícita nega a historicidade de Cristo, mas demonstra que basicamente Ele foi concebido pela imaginação e narrativas lendárias.

Além disso, “Jesus Potter, Harry Christ” apresenta uma base mais mística da doutrina cristã que se originou com as ideias de Pitágoras, o culto de Orfeu, astroteologia e magia egípcia, só para citar alguns exemplos. Em menos de 500 páginas, Murphy escreveu um guia de referência completa sobre religião antiga comparada.

Outra qualidade de “Jesus Potter, Harry Christ” está em mostrar uma espécie de “greatest hits” dos místicos. Murphy aborda vários pensadores notórios na História que começaram a assumir que Jesus Cristo veio de uma rica linhagem de mitológicos campeões – como o enigmático Conde Volney pedindo a Napoleão Bonaparte que vasculhasse o Egito para encontrar os Contos de Horus que pudessem desacreditar o Cristianismo; ou a obra The Golden Bough de James George Frazer que escandalizou a Europa ao sustentar que a história de Jesus tinha ocorrido muito antes do seu nascimento.

O livro apresenta uma dimensão da verdadeira panela de sincretismos que originou a maior religião do mundo. Além disso, é um valioso compêndio. Murphy disseca cirurgicamente a figura de Jesus Cristo enquanto vislumbra outras maravilhosas narrativas sobre morte/ressurreição de deuses encarnados que cativaram audiências pagãs através da civilização ocidental.

O preço da entrada para esses mistérios equivale o preço do ingresso para um filme da série Harry Potter, um áudio CD de um tele-evangelista ou ainda de uma coletânea de álbuns dos Beatles. Talvez as coisas, afinal, não tenham mudado tanto, incluindo deuses e religiões. 

CONNER, Miguel. "New Book Pits Jesus Christ Against Harry Potter" IN: The Examiner.com

Ficha Bibliográfica


  • Título: "Jesus Potter, Harry Christ: The Fascinating Parallels Between Two of the World's Most Popular Literary Characters"
  • Autor: Derek Murphy
  • Editora: Holy Blasphemy
  • Local: Portland, OR, EUA
  • Ano: 2011
  • ISBN: 97806115430935

Postagens Relacionadas

Tecnologia do Blogger.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Bluehost Review